30.1.04

Vontaaaade. Vontade de encontrar aquele alguém, com olhões grandes e expressivos pretos pretos pretos, olhos oceanicos, escuros e inimagináveis, inexploráveis, mas cheios de vida colorida lááá no fundo, onde ninguém alcança. Lá no fundo a vida está bem protegida, no fundão dos olhos.

Eu nem sei se esse alguém existe, nem sei se existem tais olhos, mas foda-se, eu vou encontrá-lo, no dia que fizer uma tatuagem fodona que mostre ao mundo tudo o que eu sinto nessa vida, oh, deus, no dia que eu estiver 100% bem, no dia em que todos os meus queridos tiverem olhos verdes-acinzentados e no dia que eu assistir a um show do The Clash. Ode à perfeição. Vai ser nesse dia. Tô falando.

Morrissey, não me faça chorar, por favor, tô escrevendo. Não me faça chorar porque eu tô feliz, especialmente feliz, serena e sincera e ingênua e hoje eu acreditaria em qualquer coisa que me dissessem, porque eu sou assim quando tô feliz. Assim, meio Sailor Moon, meio viajante, meio verdadeira, completamente calma, mas eu ainda consigo chorar.

E provavelmente choraria se encontrasse o par de olhos pretos e redondos que tanto quero.

Vontade de encontrar aquele alguém, aquele que possui um maravilhoso e inesperado toque nas costas, alguém parecidinho comigo, mas não muito, senão eu enjôo.

Alguém que goste da cor âmbar, mas não goste de amarelo. Alguém que não goste de comidas e bebidas verdes. Alguém que leia minha alma, sem precisar ler esse blog ou qualquer outra coisa que eu escreva. Alguém lindo, assim, lindo mesmo, porque eu gosto de gente bonita

Mas não lindo de capa da Capricho, desses eu não gosto. Alguém lindo a ponto de falar uma coisinha qualquer que me deixe tonta e alegre e extremamente. Extremamente, alguém que me faça sentir extremamente.

Alguém que me faça babar. Babar pela lindeza natural. Não lindeza de desfile de moda. Lindeza de persona, lindeza de inteligência boquiaberta, lindeza de sorrisinho tímido e olhos oceânicos. Mas, calma, que eu já tô me repetindo.

Vontade de encontrar alguém que entenda meu gosto por UFOs e ETs, que escute música comigo quietinho, só pensando sobre tudo que aparece quando a gente escuta música. Sem falar nada, sem sequer se olhar, só ouvir a música e se deixar levar. Alguém que compre os livros que eu leio, só pra poder conversar comigo sobre eles. Alguém que tenha cheirinho doce-cítrico.

Alguém. Qualquer um.

Nenhum comentário: