30.11.04

ó, deos. tá tudo uma loucura por aqui.

meu norton criou vida. MEDÃO.

um garoto veio me perguntar se eu ia mesmo criar uma banda indie. oh, não entendeu nada, mesmo.

aos que perguntaram: SIM, vocês fazem parte dos filhos da puta do caralho que eu amo. (o:

e, folks, não se estressem com o "naum importa". ele pode não saber escrever, mas sabe ler entrelinhas.

afinal de contas, eu sou uma menina fofa.

não tenho lugar onde por meus livros, no meu quarto novo. eles podem ser todos uma merda, mas são merdas que eu amo, e não são poucos. cds sumiram na bagunça e eu vou acabar pirando.

ganhei o Smile, do Brian Wilson e agora minha vida é muito mais feliz. agora tudo o que eu preciso é de um discman novo, e eu vou pra uma atmosfera indescritivelmente perfeita.

também tenho o London Calling, agora.

e resolvi que preciso aprender francês. assim, decentemente, sabe? sair do jes suit melody, vous les vous couchè avec moì? haha, deve estar escrito errado, mas que se dane.

e estou subindo degrauzinhos, mas essa é outra história. uma história bonitinha, mas que ninguém vai querer ouvir. é tanta coisa fofa, gerando tanto clichê, mas de verdade, sabe? não é aquilo de "oh, hollywood", mas é um estudiozinho independente cheio de pequenos gênios trabalhando. e, ao contrário do que parecia antes, a escada não é tão grande e tortuosa.

tá bom que eu matei o post com metáforas. foda-se.

Nenhum comentário: