15.6.09

do amor e outras doenças

eu encontro tanto sofrimento no meio das infinitas possibilidades porque sou muito otária. a paixão não é nada além das fantasias dos idiotas.



da cura

foi assim que eu me destruí. era sempre tão bom que era quase amor.



Nenhum comentário: