19.3.10

décimo segundo acontecimento

(não relacionado com os 11 acontecimentos anteriores)

ou: anna decide tomar um café

porque anna estava mesmo cansada de tantas cartas escritas e não-respondidas; cada envelope que ela selava era mais um grande silêncio com o qual ela teria que lidar, resolveu que a melhor coisa a se fazer era ela mesma criar o silêncio. sentou na sua cozinha e tirou o pó de café da geladeira, ligou a cafeteira que não sabia usar na tomada e intuitivamente preparou café, abriu uma gaveta da sala e tirou de dentro um papel muito branco no qual escreveu "antônio,











acho que finalmente entendi tudo isso. se eu sinto falta dos seus pés que eu nem lembro se são gelados é porque perdi tempo demais pensando em como te manter aqui perto de mim. a verdade é que nem te quero mais, aquele homem que eu abraçava nas noites secas é um conceito tão absurdo quanto imaginar a sua volta: eu poria aquele vestido rosa que você tanto gosta, prenderia o cabelo daquele jeito alto que eu faço sem querer só pra minha nuca ficar esperando os seus dedos - mas agora eu prendo o cabelo, minha nuca tá aqui calmamente esperando, mas não por você, o vestido encardiu, antônio, vê? uma vez eu ouvi que dados universo e tempo infinitos, todos os acontecimentos vão inevitavelmente se desenrolar, até mesmo os impossíveis, e é assim que eu vivo agora - estou certa de que tudo que acontece não acontece porque era destino ou sorte; as coisas acontecem porque são inevitáveis. e assim, inevitavelmente, eu aguardei respostas suas e notícias ou pelo menos uma demonstração de respeito pela minha falta, e agora inevitavelmente essa falta foi sumindo sumindo e deixou aqui dentro de mim só essa vontade de te dizer que"

então botou fogo nas palavras e jogou pela janela, com envelope e tudo.




(os 11 acontecimentos anteriores são obra
dela. na verdade existem já doze acontecimentos orginais, mas um deles, o nono, é protegido, portanto a princípio só existem 11 acontecimentos visíveis com os quais o meu décimo segundo acontecimento não se relaciona)

4 comentários:

Anonymous disse...

eu achei essa última frase um pouco difícil de entender.

Anonymous disse...

mas vc continua sendo a minha favorita.

mel disse...

olha, fiquei muito tocada e agradecida, mas preciso ser sincera; odeio anônimos.

Ludmila . disse...

Putaquemepariu.

:O


Perfeito, Mel.
É lindo, é tão bonito que chega a doer.

Nossa.