16.5.10

faz muito tempo que eu não falo de música daquele meu jeitinho bem five-year-old de ser, então decidi fazer um apanhado aqui do que a pequena mel estava ouvindo em maio de 2010 só pra futuras referências:

- mark lanegan / gutter twins
- dr. dog
- willie nelson
- recoil
- nick cave
- takka takka
- camera obscura
- leonard cohen
- zombies
- a única música do spoon que eu gosto
- morning benders
- harlem shakes
- ezra furman & the harpoons
- black keys
- the milkshakes
- mummies
- bob dylan
- paul weller / the jam / style council

eu decidi fazer isso porque meu lastfm tem claramente MENTIDO sobre as minhas preferências. por exemplo, eu me recuso a acreditar que station é a música do dr. dog que eu mais escutei; não é nem sequer a música do shame, shame que eu mais escutei, quanto mais da discografia inteira do dr. dog.

isso tudo também porque eu achei um cd meu que eu gravei quando tinha 14-15 anos e achei bem curioso a mudança que se deu sutilmente durante os anos. nessa minha teen-mix-tape tinha mark lanegan, leonard cohen, recoil e nick cave, e é até por isso que eu escutei tanto eles nos últimos meses, especialmente o recoil que foi uma ressuscitada interessante dessa minha época teenager - porque os outros três jovens senhores músicos eu não tinha desertado nem jamais o faria. mas o mais engraçado é que esse meu cd tinha as coisas mais absurdas reunidas. quer dizer, que tipo de pessoa coloca uma música do portishead seguida de ela é carioca ela é carioca basta o jeitinho dela andar nem ninguém tem carinho assim para dar? oi, meu nome é melody e eu curto esquizofrenia musical desde 1992 quando eu ouvia xuxa e the hollies.

aliás, uma coisa curiosa é como eu acabei largando a minha digníssima mania de ouvir apenas e tão somente coisas dos anos 60, desde as bandas mods mais obscuras até as bandas mais comerciais e fabricadas, passando pelo clichê beatles/beach boys/who. quer dizer, onde foi parar o donovan na minha vida? cadê animals, kinks, creation? cadê o espação tão gigante da minha vida que eu tinha só pra essas bandas? quando é que eu me deixei invadir por essa onda de coisas modernosas e indies? nem sei hein. mas é engraçado lembrar da menina que alguns anos atrás dizia que as únicas bandas novas que prestavam eram wilco e dandy warhols (assim, né, sem contar os clássicos indies; travis, weezer e sonic youth sempre tiveram seus lugares especiais na minha discografiazinha, sem nem mencionar o lemonheads que eu tanto amo) e saber que essa mesma menina agora escuta uma banda que tem um nome tão ridículo quanto takka takka. mas eu também não consigo mais me imaginar sem o ezra furman, sem o dr. dog, sem tanta coisa nova que combina tão bem com a menina oldschool sixties, e também com a pequena adolescente 80s das trevas que ouvia smiths cure joy division. eu queria saber onde a menina que ouve mummies e milkshakes se encaixa nisso aí, mas acho que não tem jeito, nada mais exato pra apontar a esfericidade das pessoas do que as bandas que elas escutam, né?

isso porque eu nem entrei no mérito britney/christina/justin.




ah, e também outro dia o chico me perguntou qual era meu disco do jam preferido e eu não soube responder, e depois de pensar muito no assunto eu ainda não cheguei a conclusão nenhuma (acho que o meu mais preferido de todos é o in the city, mas talvez só talvez seja o all mod cons) mas tive a certeza de que meu disco preferido de toda a carreira do paul weller é o cafè bleu do style council, mesmo sabendo que muita gente acharia isso uma heresia, onde já se viu gostar mais de um disco do style council do que de um disco do jam, mas essa sou eu, eu sou idiota. quer dizer, my ever changing moods é a definite song do paul weller, vocês digam o que quiserem, eu vou continuar achando isso pra todo o sempre.

Um comentário:

Francisco disse...

Confesso que ontem quando ouvi Portishead seguido de "Ela é Carioca" fiquei O_o hahaha A esquiziofrenia musical que achava ser apanágio meu é child's play comparada com a tua!

Quanto a The Jam, o meu preferido é sem dúvida o "Sound Affects". Perguntei-te porque tinha curiosidade em saber a tua opinião. Com a carreira posterior do Paul Weller não estou familiarizado. I'll check it out.