2.8.10

gosto que a volta às aulas traz de volta pra minha vida todo o azar e clumsiness que também tinham tirado férias em julho, sabe.

eu tinha esse aluno de terça e quinta à noite, e ele é um bonzinho, simpático e careca contador de um banco, mas eu simplesmente não agüentava mais dar aula pra ele porque 1) ele começou do zero e ensinar inglês pra adultos a partir do básico dos básicos é a tarefa mais maçante do mundo; 2) ele cancela 65% das aulas meia hora antes da hora da aula, ou seja, quando eu já estou nas imediações do banco, já gastei gasolina, já gastei dinhiero pra comer e não posso voltar pra casa porque HORÁRIO DO RUSH né, tenho que ficar enrolando até o trânsito melhorar; 3) o fato de ele ter coemçado do zero combinado com o fato de ele cancelar muitas aulas faz o negócio não ir adiante a a gente tá empacado no present simple e present continuous há MESES.

pois então eu recebi a agradável notícia de que tinha sido contratada pelo red balloon e eles me ofereceram uma turma de terça e quinta de manhã. achei ótimo, aceitei, me matriculei na usp as terças e quintas à noite e mandei um belo e educado email pra minha chefe dizendo que não ia mais poder dar aula pro tal do contador.

aí no que era pra ser minha última aula com ele ele chiou, fez bico e se utilizou de sentimentalismos INJUSTOS, e eu sou uma menina não apenas compreensiva e doce, mas também uma professora que se encanta facilmente e achei, err, bonito ele querer continuar tendo aula comigo pra "não interromper o ritmo". decidi que ia fazer uns malabarismos e dar aula pra ele segundas e quartas das 18h as 19h, sendo que as 19h30 tenho outra aluna e vou ter meio que sair correndo de um lugar pro outro, mas tudo bem, metrô serve pra isso. decidi que a grana no final do mês vai valer o pequeno sacrifício.

aí hoje eu tive aula na usp de manhã, fui pra casa almoçar e aproveitei pra passar no red balloon e entregar as cópias dos meus documentos e voltei correndo pra usp pra deixar o carro aqui e pegar o ônibus pra ir dar a tal aula às 18h. aí eu chego na usp, estaciono, e o aluno liga cancelando. e cá estou eu, *blogando* de um incrível computador universitário.

não tô exatamente brava porque ia ter que vir pra cá deixar o carro de qualquer jeito pra dar a aula das 19h30, MAS eu podia ter chegado aqui duas horas depois do que eu cheguei; foram duas horas de uma SONECA PRECIOSÍSSIMA que eu desperdicei.

soneca vespertina é um direito que não devia ser tirado dos seres humanos por razão NENHUMA. devia estar na constituição, mas não tá, tudo bem, não vou erguer essa bandeira sozinha, só acho que a siesta é a mais saudável prática do universo e eu fui privada dessa oportunidade hoje, justo eu, a pessoa que não sente sono durante a noite, quer dizer, eu precisava dessa soneca, sabe, senhor contador, eu colaborei com você, colabore comigo também, é tudo o que eu peço.

Nenhum comentário: