3.4.14

hoje descobri um caminho novo do trabalho pra casa, e ao invés de passar 30 minutos andando a 10 por hora na raposo, passo 30 minutos dirigindo numa estradinha vazia e longa, no meio de fazendinhas e florestinhas, e uma hora tem até um laguinho e uma plaquinha escrito "área de preservação ambiental" e depois tem uma mini casinha com galinhas e uma mesa do lado de fora com uns caras tomando cachaça, e de repente vira uma estrada de terra por uns dois minutinhos, e aí plim! estou em casa.

não tem feito meu trabalho mais agradável nem minha existência mais feliz, mas é um alívio de 30 minutos duas vezes por semana.

por outro lado, uma vez por semana dou uma aula de business conversation cuja existência eu simplesmente não consigo compreender, mas não é como se eu conseguisse compreender qualquer outra das minhas atividades no trabalho recentemente, que consiste basicamente em dar aulas.

e além de tudo tem o livro da patti smith que talvez esteja me matando por dentro pouco a pouco? por tantos motivos diferentes que nem dá pra explicar agora, mas eu queria escrever sobre isso um pouco depois.

e também voltei a ouvir fiona apple, especialmente no metrô a caminho da pós e me dpa umas ganas de escrever, mas no metrô é tão complicado pegar meu caderinho e tudo vai se perdendo assim aos pouquinhos, tudo que eu quero escrever, e tudo que é meu, eu estou toda me perdendo aos pouquinhos.

(por outro lado, na pós tenho escrito ~interessantíssimos~ textos ~jornalísticos~ de moda, alguém acabe com minha existência infeliz, pls)

Nenhum comentário: