20.10.14

a quarta temporada de homeland estreou faz semanas e eu ainda não consegui assistir por motivos de: não tenho computador há quase uns bons meses.

não ter computador é curioso, porque a reação das pessoas frente a falta de computador é bem mais intensa do que a falta do computador por si.

momentos em que eu senti falta de um computador durante os últimos meses: na hora de fazer trabalhos da pós. fim.

agora senti falta poque homeland começou e a porra da fox se recusa a estrear as séries ao mesmo tempo que os estado unidos, e eles não tem nem sequer uma data de estréia aqui, é bem capaz que eles nem passem a quarta temporada aqui no brasil pelo que eu tô sentindo.

aí cheguei na faculdade mais cedo, vim pra sala dos computadores com o nítido objetivo de abrir um site ilegal de streaming e assistir homeland porém: esqueci meus fones de ouvido.

isso quer dizer que: a vida tem melhorado significativamente, mas nem tanto.

no fim de semana eu fui ao cinema, eu curti a onda de calor na cidade, eu comi geladinhos, eu bebi cervejas elegantes e até decidi experimentar o gin tanqueray em homenagem à amy, suadosa amy, amy que sacava das coisas da vida dos boy tudo.

então tudo bem.

eu também vomitei na minha saia mais bonita, fui picada por pernilongos na virilha e no mamilo, e meu objetivo de vida no momento é conseguir filmar aquelas propagandas que passam nos túneis do metrô na linha amarela entre a faria lima e a paulista.


Nenhum comentário: