23.3.15


acho que gostar é um conceito muito bizarro. essa contradição de encontrar tranquilidade em algo que não é nada tranquilo é muito louca, é sempre uma viagem, é sempre um auto-conhecimento enquanto do conhecer outra pessoa, e acho que essa é a parte mais importante. você vai conhecendo alguém e aprendendo coisas sobre ela, e dessas coisas que a gente aprende algumas a gente aceita e sabe lidar, outras não, então é um constante aprendizado de quanto das particularidades da outra pessoa a gente vai aceitar na nossa vida, e, portanto, quanto dessa outra pessoa a gente realmente entende e gosta e quer que seja compartilhado conosco. às vezes a gente gosta, e se dedica, e pensa em, e quer mandar mensagens e contar as coisas.. pra depois de alguns meses descobrir que não. e às vezes a gente acha que sim, que é isso mesmo.

essas são minhas aflições do dia, the end.