7.9.15

olha, eu tinha planos de postar todo dia esse mês - e ainda tenho! passei o fim de semana em curitiba e juro que tinha programado posts pra sábado e domingo porém a tecnologia não trabalhou a meu favor e hoje vou ter que tirar o atraso. porém sem tristeza desse lado da telinha, mesmo com o fim do feriado, mesmo com as coisa tudo da vida, a gente (no caso eu) supera o tempo ruim e transforma tudo em arco íris pois: sim.

em curitiba eu apresentei minha pesquisa no colóquio de moda, fui na ópera de arame, no memorial ucraniano e no jardim botânico e achei tudo muito bonito, e também andei bastante de ônibus (embora eu tenha demorado um pouco pra entender como os ônibus funcionam lá)

como eu disse no post abaixo, eu estou empregada novamente e tendo que rever minha própria opinião sobre ser professora do ensino fundamental 1. tenho pensado muito nos meus aluninhos, em como eles criam laços facilmente, no carinho que muitos deles demonstram por mim, nas relações sem filtros e sem máscaras que eles conseguem estabelecer entre eles e com os adultos presentes no universo deles (eu e todos os outros professores com quem convivem). eu sempre achei que minha vibe eram os adolescentes, e embora eu continue gostando muito deles, esses pequenininhos tem mudado um pouco minha percepção da infância. quem sabe em breve eu consiga tecer comentários melhores sobre isso, mas não prometo pois: completamente avoada.

fora isso, hoje cheguei em casa e uma das minhas cachorras está sem dentes da frente e eu consigo apenas: chorar. sim, ela está bem, e sim, vou levá-la ao veterinário pra entender o que tá acontecendo, mas é uma loucura essas reações imediatas do nosso corpo frente aos nossos objetos de amor poderem estar sofrendo, né.

the end

Nenhum comentário: