23.1.16

estou naquele estado de já ter ouvido o disco here, my dear do marvin gaye tantas vezes que já conheço todas as faixas a fundo, intimamente, tá legal, tá bacana, mas also, tá fossa. esse disco é pesado demais no tema, apesar de todo o groove, e acho que depois de uma semana ouvindo sem parar meu cérebro está lentamente afundando na bad.

mas tudo bem, porque por música boa a gente aceita qualquer parada.


also, depois de dias encavernada em casa escutando marvin gaye de pijama e comendo chocotone, nesse fim de semana eu saí de casa e vi gente, encontrei amigos, fiz coisas sociais e aproveitei a cidade mais ou menos broad city style, mas foi a primeira vez em muito tempo que eu pensei sobre solidão, que eu me senti levemente sozinha, e justo nos dias em que mais vi gente nas férias todas, e não gente qualquer, meus grandes amigos, pessoas queridas, pessoas importantes.

e mesmo assim me peguei tendo essas reflexões kinda emo sobre solidão.

talvez não exatamente solidão, mas um estado pré-solidão, uma certa melancolia leve, um aperto na boca do estômago às vezes, uma tristeza quase saudade, quase falta, quase vazio.

mas pensei também na tal da inevitabilidade das coisas, e me atrevo a dizer que não coincidentemente uma das músicas desse disco do marvin gaye, a funky space reincarnation, tem um verso que diz o seguinte:

but it seems to me that the reason we together here
is that we supposed to be together


ou seja, se até o marvin gaye tá canalizando essa vibe da inevitabilidade eu vou continuar acreditando nela.


não apenas na inevitabilidade, mas na abstração toda desse negócio chamado vida, né, tá rolando aqui todo um desapego com o fazer sentido ou não da existência, enxergo cada vez mais a falta de sentido ou de finalidade de tudo e às vezes acho que tô ficando louca?

mas aí vejo esse vídeo da elis regina nesse blog aqui e penso que estar louca ou não é o de menos, o que importa é o que eu faço dessa loucura, não é mesmo, amigos


(inclusive esse vídeo é trecho da última entrevista de elis, que tem na íntegra no youtube, mas esse site aqui selecionou alguns momentos de ouro)


Nenhum comentário: