16.9.16

ai, gente, tá difícil.

eu queria escrever todo dia, mas além de tudo que tava acontecendo dificultando a possibilidade, a internet aqui nesse canto meio esquecido do mundo onde eu moro não é das melhores, aí as coisas que eu quero falar vão acumulando acumulando acumulando até que uma hora elas estão tão acumuladas que não são mais relevantes. a falta de mesa aqui em casa também tava me atrapalhando, porque gente, é muito chato usar o computador toda torta na cama ou em almofadas ou na poltrona porém:::::::::: euzinha agora tenho uma mesa linda que é basicamente um sonho de consumo e é onde estou sentada nesse exato momento escrevendo esse post. se a internet continuar colaborando como hoje e com essa mesinha xuxu linda que eu possuo agora, quem sabe eu não consiga escrever mais ou menos quase quem sabe dia sim dia não?

a vida tá corrida mas boa e, né, sem grandes novidades, mas agora que tenho um kindle tenho lido muito e tô lendo yet another livro da margaret atwood e, gente, devo dizer, essa mulher é o grande gênio do romance de futuro distópico. esqueçam orwell, 1984, esqueçam, admirável mundo novo, esquece isso aí. isso aí é legal, é interessante, é entertaining, mas é datado. é tudo baseado num contexto social e político cujas leituras não são como as leituras que fazemos hoje.

eu tô lendo the heart goes last, e é a terceira história de futuro distópico da margaret que eu leio, e cada uma delas foi completamente diferente uma das outras, e todas são totalmente verossímeis e muito claramente consequências possíveis de organizações sociais que são as nossas, são as maneiras em que nós vivemos.

enfim.

por hoje é só por motivos de cansaço extremo, mas torçamos pra que eu volte em breve mais eloquente, e se não rolar quem sabe em outubro eu esteja mais tagarela.


Nenhum comentário: